5ª São Silvestre de Lisboa

Participei pela segunda vez na São Silvestre de Lisboa com o objectivo de melhorar o tempo do ano passado. Esta prova tem um percurso rápido na primeira metade para depois presentear os atletas com uma interminável subida da Praça do Comércio até ao Saldanha.

Como de costume o carro ficou no Campo Pequeno e em corrida lenta fui me dirigindo para os Restauradores, acabei por fazer cerca de 3 Km que na altura até deram jeito para aquecer mas que às tantas acabou por me prejudicar na parte final da prova.

Já com 3 Km feitos fui para a minha zona da Partida onde ainda tive de esperar cerca de 15 minutos pelo inicio da Prova.

SilvestreLisboa2012_Partida

Estava imensa gente na prova como se pode ver pela foto acima e ainda demorei cerca de 2 minutos para passar pela partida, mesmo assim foi um pouco complicado conseguir começar a correr a bom ritmo. Entre algumas ultrapassagens e passagens pelo passeio ao passar pelo Rossio lá consegui meter um rimo estável.

O ritmo “estável” era bastante próximo dos 5 min/km ou seja bastante rápido para o que estou habituado. Ia com a sensação de que ia pagar este esforço inicial na subida mas deixei-me ir. Estava imensa gente ao longo da Praça dos Restauradores, Rossio e Rua do Ouro, mas como é costume em Lisboa imensa gente não é sinonimo de festa e incentivo já que eram poucas as pessoas que aplaudiam e incentivavam os atletas. Lembrei-me várias vezes da Corrida das Fogueiras e do fantástico apoio ao longo de toda a prova.

Sempre a um ritmo bem vivo fiz a viragem no Cais do Sodré e a viragem na Av Infante Dom Henrique (organização, porque não porem controlo de chip nesta segunda viragem?). Ao voltar para trás comecei a acusar o esforço inicial e no inicio da Rua da Prata o ritmo foi caindo até porque estava a chegar a parte mais complicada.

SilvestreLisboa2012_Splits

Ao passar novamente no Rossio novo banho de multidão mas pouco “barulho”, para compensar estava o único abastecimento da prova, bebi um bocadinho de água e tentei ganhar força e motivação para a temível subida que ai vinha. Estava curioso para ver se começava a subir ao mesmo tempo que os primeiro acabavam, tal como o ano passado, mas já não aconteceu, acabei por passar perto da meta quando estava a chegar o 4º classificado.

A subida para o Marquês é chata e longa e senão se for no meio da Avenida vamos todos tortos devido ao piso, e a juntar a isso claro que paguei aqui o ritmo demasiado alto que impus nos primeiros 4 Km, mas nada havia a fazer, era sofrer e continuar a subir, havia as luzes de natal para iluminar um bocado o espírito🙂

Confesso que a subida até ao Marquês me custou imenso, sentia as pernas demasiado pesadas e a respiração também não ajudava, tentava não perder muito tempo mas foi complicado até porque cada vez que olhava para a frente parecia que continuava no mesmo sitio. Do Marquês para cima a subida já não é tão dura e consegui ir um bocadinho mais rápido.

Do Saldanha para baixo foi tentar embalar novamente mas as pernas não estavam a responder como queria. Sim é verdade que pelos vistos voltei aos 05:30 e fiz o último km a 5:00 mas estranhamente na altura a sensação que tinha era a de querer ir mais rápido e não conseguir. Perto do Marquês ainda consegui trocar umas palavras com o José Magro mas ele ia quase a voar e não tive pernas para o acompanhar.

Apesar de ter olhado já varias vezes para o relógio não fui capaz de fazer contas e prever qualquer tempo até já estar quase na meta. Ia no minuto 55 e foi altura de cerrar os dentes fazer uma careta muito estranha e puxar mais pelas pernas. Acabei por cortar a meta com um tempo de 56:32 o que acaba por ser a melhor marca do ano.

Conclusão:

Apesar da dureza da segunda metade da prova gosto bastante dela. Poder correr por Lisboa à noite com as iluminações de Natal é uma fantástico e esta prova possibilita isso. A única sugestão que posso fazer a organização é o que já falei de ter um controlo adicional na viragem da Infante Dom Henrique. Não vi ninguém a cortar caminho mas não tenho duvidas que aconteceu.

A minha prova foi bastante agradável e feita sempre no limite. Não só melhorei o tempo do ano passado como todos os tempos que fiz este ano. Isto de treinar mais vezes parece que realmente resulta. Ficou a faltar-me alguns treinos de subidas para conseguir fazer melhor a Av. da Liberdade e a Fontes Pereira de Melo.

Venha agora a São Silvestre dos Olivais.

Detalhes da Prova:

SilvestreLisboa2012_Resumo Tracking – 5ª São Silvestre de Lisboa
Classificação Oficial – 3055 / 4491
Tempo Oficial –00:58:45
Tempo Chip – 00:56:31
Tempo Ano Anterior – 00:58:54

Classificações

Fotografias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s